Climate change: A common enemy leaving families increasingly vulnerable

Mudanças climáticas: Um inimigo em comum que deixa famílias cada vez mais vulneráveis

Durante anos, a natureza tem mostrado o seu desgaste devido ao aquecimento global, e como resultado, as catástrofes naturais têm sido cada vez mais frequentes. As alterações climáticas já estão a ter efeitos quantitativos ​​no desenvolvimento socioeconómico, porque o mundo inteiro vivencia este desgaste, deixando as espécies viventes cada vez mais vulneráveis. 

Na tentativa de dar resposta a este problema comum, devemos começar por transformar a mentalidades, incentivando a criação de soluções sustentáveis e que preservem o ambiente. 

O Sul de Angola, é uma destas muitas zonas, em que os vestígios da seca são desoladores, pois enfrenta a pior seca jamais vista nos últimos 40 anos. Lubango, capital da Província da Huíla, situada mais ao sul de Angola, tem uma população em trono de 3 milhões de pessoas, das quais 35% destas, são directamente afectadas pela seca. 

A comunidade de Nombuanene, Município da Chibia, Província da Huíla sofre pela falta de água, pois a maior parte dos rios ou riachos que abasteciam a comunidade (e não eram fontes de água potável) devido a longa escacês de chuvas, acabaram por secar; deixando as famílias e animais que deles dependiam num estado de vulnerabilidade extrema. 

Climate change in Angola

Para os moradores desta comunidade o acesso a água potável seria um luxo, pois apenas esperam que “haja chuva”, para conseguirem reservar para consumo próprio, dar de beber aos animais e para a agricultura que é a parte mais afecta pela estiagem.  

A World Vision em Angola evidando esforços para mitigar a situação da seca na comunidade do Nombuanene, implementa actividades de reparação de furos de água, financiadas pela World Vision em Hong Kong. Estes furos beneficiam toda a comunidades, também o posto médico e a escola da comunidade. 

O principal tanque de repressão de água potável é de 5 mil litros, e este tanque distribui para outro tanque adjacente que comporta 11 mil litros de água, que beneficia em volta de 3,500 pessoas. A comunidade também conta com 4 tanques para a lavagem da roupa. 

Climate change in Angola

Domingos e João ambos adolescentes, vibram por ter acesso a água potável, visto que estão em idade escolar, eles dizem que mais do que tudo é importante ter água limpa para puderem ir para a escola limpos.

Seu pai o senhor Maurício, que acompanhou a montagem do ponto de água, diz que a comunidade sofria muito com esta questão, pois as pessoas da comunidade tinham que colectar água muito distante, em poços de água acumuladas pelas chuvas.

“A água é vida", diz o Sr. Maurício. "Eu não sei ler e nem escrever, mas os meus filhos sabem e são eles que me estão a ensinar, tudo isto porque têm uma escola próximo e com condições para estudarem”.

Climate change in Angola

Em nossa ambição de contribuir para a realização do sexto Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS 6) que diz respeito ao acesso à água potável e saneamento, a World Vision implementa o projecto 'Melhorar a Segurança Alimentar e Nutricional', que resulta na implementação de actividades de resposta à seca e fornecimento de água potável às comunidades. O projecto está a ser implementado em dois Municípios onde a World Vision está actualmente a implementar um projecto integrado de resposta nutricional de emergência com financiamento do Banco Mundial.

As consequências do aquecimento global continuam a ser uma questão de grande incerteza, mas espera-se que desloque milhões de pessoas e alguns pesquisadores apontem problemas sérios para as gerações futuras. 

 Como disse François Hollande, “Já passou o tempo em que a humanidade pensava que poderia recorrer egoisticamente a recursos esgotáveis. Sabemos agora que o mundo não é uma mercadoria, não é uma fonte de receita; é um bem comum, é nosso patrimônio”.